Fluxo de passageiros internacionais em Alagoas cresce 320%

Publicado em 22/02/2018
Imagem do Artigo Fluxo de passageiros internacionais em Alagoas cresce 320%

Levantamento da Infraero revela que mais de 10 mil turistas estrangeiros visitaram o Estado em 2017 (Fotos: Kaio Fragoso)

O fluxo de passageiros internacionais no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Alagoas, cresceu 320% em 2017, no comparativo com o ano anterior.

As informações repassadas pela Infraero revelam que, em números totais, 10.718 estrangeiros desembarcam no Estado no ano passado. Em 2016, esse número foi de 2.542 pessoas, das quais, cerca de 60% são turistas argentinos. Os portenhos compõem o principal mercado emissor internacional para terras alagoanas.

Esse índice de crescimento é resultado direto das ações do Governo do Estado, como a política de concessão de benefícios, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), que concede a redução do ICMS sobre o combustível de aviação de 17% para 12%.

Apesar da redução do ICMS se aplicar somente a voos nacionais, uma das contrapartidas estabelecidas em contrato é que as companhias aéreas incrementem a malha aérea do Estado, incluindo conexões internacionais. Com isso, três voos extras foram conquistados, ligando diretamente Maceió à Buenos Aires, na Argentina.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, conta que esses resultados são fruto também do trabalho de promoção e divulgação do Destino em países da América Latina como Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile.

 “O número de turistas internacionais continuará crescendo em 2018, tendo em vista que mais voos foram angariados para os meses de janeiro e fevereiro. Além disso, um novo voo ligando Córdoba a Maceió entrará em operação a partir de maio deste ano, fortalecendo esses índices também durante a baixa temporada”, conta.

Ainda segundo Rafael Brito, a vinda de turistas estrangeiros ao Estado é até maior, uma vez que o levantamento da Infraero se refere somente aos voos diretos.

 “Ainda temos os turistas internacionais que chegam ao Estado em voos que fizeram conexões em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Toda essa movimentação movimenta a economia alagoana, gerando emprego, renda e proporcionando uma maior qualidade de vida para a população”, completou o secretário Rafael Brito.

Publicidade

Avianca

Publicidade - TV ABRAJET

Publicidade