As 7 Maravilhas de Guaratinguetá
7 MARAVILHAS DE GUARATINGUETÁ - que, na realidade são 8, localizadas na Estância Turística de Guaratinguetá

As 7 Maravilhas de Guaratinguetá

Ao visitar o Circuito da Fé que reúne as cidades de Aparecida, Guaratinguetá e Cachoeira Paulista, no Vale do Paraíba, também conhecido como o Vale da Fé e a Meca Brasileira, não se esqueça de desfrutar as 7 MARAVILHAS DE GUARATINGUETÁ – que, na realidade são 8, localizadas na Estância Turística de Guaratinguetá.

As 7 Maravilhas foram sugeridas por um grupo de intelectuais (do qual este Jornalista Ivan Leyraud fez parte, ao lado da Historiadora Thereza Regina de Camargo Maia, de o Arquiteto e ex Secretário Municipal de Planejamento, Antônio Cunha e de outras personagens que compõem a elite pensadora do Município), em reunião para este fim na Câmara Municipal de Guaratinguetá convocada pelo criador da ideia, o Vereador João Pita Canettieri, à época Presidente do Legislativo Municipal.

O processo de decisão definitiva das 7 Maravilhas foi amplamente democrático porque submetido à escolha e aprovação de toda a comunidade local e das cidades circunvizinhas, através da mídia e das redes sociais.

Após a escolha pela população, o Projeto virou Lei tendo sua aprovação legal submetida ao Plenário da Câmara, com aceitação unânime dos Senhores Vereadores.

Faça-se justiça, a Lei é de autoria do Vereador João Pita Canettieri, hoje exercendo o cargo de SubSecretário de Turismo de Guaratinguetá.

As 7 Maravilhas de Guaratinguetá, são:

1. CATEDRAL DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA: Padroeiro da cidade.

A importância desta Igreja está na arqueologia de sua construção, onde na entrada, abaixo do piso da Igreja, foi encontrada a data de fundação de Guaratinguetá: 13 de Junho de 1630.

Acredito que ao longo do tempo, o Vaticano deverá passar o cetro de Padroeiro de Guaratinguetá, para Santo Antônio de Sant’Anna Galvão que é guaratinguetaense.

A cidade surgiu no entorno da Catedral.

2. SÃO FREI GALVÃO:

O primeiro Santo Brasileiro,  São Frei Galvão, Patrono da Construção Civil do Brasil, criador das famosas “Pílulas de Frei Galvão”, Construtor do Museu da Arte Sacra Brasileira (na Avenida Tiradentes, bairro da Luz, em São Paulo, onde viveu parte de sua vida) é filho de Guaratinguetá. Sua estátua está localizada no Santuário de São Frei Galvão que está sendo construído na sua cidade natal, no bairro Jardim do Vale II.

3. GRUTA NOSSA SENHORA DE LOURDES:

No bairro Pedregulho, local de muita devoção e visitação dos católicos.

Diz a lenda que durante uma chuva forte, um raio direcionado ao Orfanato de N.S. de Lourdes teve sua direção alterada para a mão da Estátua da Santa, impedindo que os órfãos fossem atingidos.

A realidade é que, até recentemente, a GRUTA era o local de maior peregrinação da cidade.

4. ESTAÇÃO FERROVIÁRIA:

De arquitetura inglesa construída há mais de 100 anos, adquirida e reformada pelo Prefeito Francisco Carlos, abrigando hoje a Secretaria de Turismo mas destinada também às atividades da Secretaria de Educação e de Cultura e, principalmente, à visitação pública.

A antiga Estação Ferroviária está localizada no Centro, na Praça Condessa de Frontin. O prédio é Cartão Postal de Guaratinguetá.

5. CASA DE FREI GALVAO:

Reconstruída mais recentemente pela Arquiteta Maria Antônia de Camargo Maia, prima de Frei Galvão, no Centro, esquina entre as Ruas Frei Galvão e Frei Lucas, no mesmo local e, com as mesmas características da original residência onde o Frei viveu com sua família.

Hoje local de peregrinação de católicos e cristãos nacionais e internacionais.

Há séculos estas duas ruas centrais abrigaram as famílias do Santo e de seus primos historiadores, Tom & Thereza Maia, casal responsável pelo processo que culminou com santificação de o Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, pelo Papa Bento XVI, durante sua visita ao Brasil, em 11 de Maio de 2007.

As pílulas de Frei Galvão, pequeninos papéis, escritos com versículos da Bíblia, dobrados e ingeridos pelos fiéis, realizaram vários milagres em seus seguidores.

Frei Galvão nasceu em Guaratinguetá em 10 de Maio de 1739.

Seu pai era Capitão-mor e pertencia à Ordem Terceira de São Francisco e ‘a Ordem do Carmo. Se dedicava ao comércio sendo conhecido pela sua particular generosidade.

Frei Galvão viveu com seus irmãos numa casa grande e rica, seus pais gozavam de prestígio social e influência política. Viviam num ambiente profundamente religioso.

Hoje, nesta Casa, todo visitante pode solicitar as “pílulas” gratuitamente e adquirir lembranças devocionais do Santo.

6. BAIRRO RURAL GOMERAL:

Fica a 22 km do Centro da cidade, tem acesso asfaltado pela Estrada Vicinal Tancredo Neves, e é a solução aguardada há anos para a expansão do Turismo local e regional.

O Gomeral, que fica na Serra da Mantiqueira, na parte alta e montanhosa, sedia hoje o Festival Anual da Truta, o Campeonato de Downhill, pousadas, restaurantes e Trutarias, por abastecer a cidade com sua água puríssima e muito gelada e ser o habitat natural da Truta, peixe de água doce sem gosto de terra, que só se prolifera em água muito limpa.

O grande sonho de a população e dos dirigentes de Guaratinguetá sempre foi a criação de uma Estrada Cênica que ligará o Gomeral à Campos do Jordão, sonho este que já se iniciou com o DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) liberando mais de R$ 2.500.000,00 para a Secretaria Municipal de Turismo aplicar na Estrada do Gomeral.

O atual Secretário Municipal de Turismo, Mário Augusto Rodrigues, acredita no sucesso das negociações de sua pasta com o Governo do Estadual – que estão bem adiantadas – e, que, a Estrada Cênica Gomeral / Campos do Jordão terá’ sua construção assumida pela Secretaria Estadual de Transportes, tendo recebido parecer positivo dos técnicos do DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

“Temos que ampliar nosso Turismo receptivo que, só no último mês de Junho de 2021, recebeu, via Gomeral, cerca de 5 mil peregrinos com destino à Aparecida.”

E, continuou, Mário Augusto: “Com a assunção da Estrada Cênica pelo Estado, até estes R$ 2,5 milhões poderão ser remanejados para outros fins turísticos como, por exemplo, a Reforma da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes”, concluiu o Secretário.

Há uma perspectiva muito palpável e realista de o Gomeral atrair e receber de Campos do Jordão àqueles turistas que não se identificam muito com o luxo da Vila de Capivari e, que buscam um Turismo mais ligado à Natureza, mais rural e mais bucólico como o da região do Gomeral.

Foi lá, no Gomeral, mais especificamente na Vila Pirotinga, por exemplo, que o consagrado Ator Walmor Chagas, aos 60 anos, comprou uma Fazenda, construiu um pequeno Hotel, idealizou a construção de um grande Teatro de Arena, como os gregos antigos, para realizar o Festival Mundial de Teatro ao Ar Livre mas que, por incompreensão das Administrações locais e das grandes indústrias da região do Vale do Paraíba, que seriam os patrocinadores), o Festival não vingou, Walmor tentou por 20 anos, envelheceu e, aos 80 anos, vivendo sozinho como um ermitão, fumante inverterado, diabético e quase cego, transformou sua vida em uma tragédia real, suicidando-se com um revólver.

Quem sabe se, com o advento da construção da Estrada Cênica e o aumento do receptivo turístico da região do Gomeral, algum gênio realizador  possa colocar em prática o tão sonhado projeto cultural que, desde já, nomino de “Festival Internacional de Teatro WALMOR CHAGAS” que, sem dúvida, projetará a Vila Pirotinga, Guaratinguetá, o Estado de São Paulo e o Brasil em todos os recantos do planeta. À semelhança da cidade fluminense Paraty que se projetou e foi tombada como patrimônio da humanidade, após a realização da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty.

7. ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA:

Antiga Fazenda predileta do meu avô materno, João Alves Coelho, a EEAR, como é conhecida, forma Sargentos especialistas, como, por exemplo, Controladores de Voo.

Os “Coca-Cola’s” apelido que a população da cidade carinhosamente atribui aos alunos da Aeronáutica, são muito queridos e, muitos deles acabam se casando e se radicando em Guaratinguetá ou, quando reformam da Aeronáutica voltam para morar em definitivo na cidade.

Há muito orgulho dos guaratinguetaenses em abrigar esta Escola de Aeronáutica.

8. CAVALARIA DE SÃO GONÇALO E SÃO BENEDITO:

Uma oitava Maravilha foi por mim escolhida e, de imediato, aceita pelos membros da Comissão anteriormente citada e, a posteriori, referendada pelo voto popular. É um evento que vem se repetindo há 285 anos: a Cavalaria de São Gonçalo e São Benedito.

De organização impecável congrega em um só dia, todos os anos, os moradores de Guaratinguetá montados em cavalos, muares e pangarés, vestidos de branco (calça comprida, camisa de manga longa, quepes (chapéus) e com fitas verde e amarelo e que, durante horas trafegam em fila indiana cumprindo um roteiro já sacralizado . É um dos rituais folclóricos e religiosos mais importantes da História do Brasil pela sua tradição, pela sua longevidade, pelo seu crescimento e pelo interesse que desperta na população que quando não pode participar  sai às ruas para aplaudir e se orgulhar de ser co-parti’cipe deste momento coletivo de êxtase & alegria indescritíveis.

O exemplo de a Estância Turística de Guaratinguetá que criou as suas 7 MARAVILHAS pode – e, acredito que deveria  -, ser implantado pelo Brasil à fora, contribuindo assim para a expansão de o Turismo Nacional e para o resgate de o sentimento de amor a sua cidade, pelos brasileiros de cada um dos quase 6.000 municípios de nosso país tropical, divino e maravilhoso!

Jornalista Ivan Leyraud é associado da ABREJT Seccional São Paulo

Fechar Menu